FGR
FGR   Cliente ×

Uma das partes mais gostosas ao mudar de casa, sem dúvidas é a decoração! 

Poder começar do zero, deixar tudo do jeito que você sempre quis, refletindo a sua personalidade e estilo de vida em cada canto. 

E para te ajudar nessa tarefa, hoje trouxemos 10 coisas que você precisa considerar antes de decorar a sua casa. 


Decorar a casa: o que você precisa considerar


1. Muito além da estética, decoração também é funcional

O primeiro passo para começar a (re)decoração de um ambiente é pensar na funcionalidade do espaço em questão.

É importante avaliar esse fator antes mesmo de começar o projeto, porque isso vai ajudar a garantir que a vida dos moradores seja ainda mais prática. 


2. Um passo de cada vez

Se você for decorar a casa sem a ajuda de um profissional especializado, o ideal é ir com calma. 

Depois de escolher o cômodo que será repaginado, tenha em mente o que será necessário para preencher cada local. 

Essa é uma etapa importante, porque a partir dela é que será realizado o orçamento. E também vai te ajudar a evitar gastos excessivos, só o que foi planejado entra na conta. 


3. Tirar as medidas do ambiente

Seja para começar do zero ou em um cômodo que já possui móveis que você quer manter, tirar as medidas vai facilitar na hora de escolher cada detalhe. 

Por exemplo, quer colocar papel de parede e fazer um belíssimo destaque na sala? É preciso medir o tamanho da parede para saber quantos metros de papel de parede comprar. 

Talvez seja hora de comprar um sofá novo! Então, meça o tamanho do espaço no qual deseja que ele fique. 

As medidas são ótimas auxiliares na hora de levar em conta as proporções. Afinal de contas, você não quer colocar uma mesa de centro grande demais a ponto de atrapalhar a passagem, nem pequena demais a ponto de ficar escondida ou mesmo com um visual desagradável. 


4. Inspiração é vida!

Até mesmo os melhores profissionais de decoração precisam de inspiração. Por isso, para decorar a casa, pesquise os mais diversos estilos e selecione aqueles que mais te agradam. 

Essa "tarefa" vai te ajudar a entender exatamente o que você quer e o que não quer para decorar o ambiente. 

E mesmo que você contrate profissionais para decorar o seu espaço, ter noção das tendências de design de interiores e estilos, cores e materiais que mais te agradam, vão ajudar (e muito) para que a sua casa tenha a sua personalidade. 


5. Será que é preciso contratar um profissional?

Depende. Depois de fazer todos os passos acima você vai ter uma noção bem maior do tamanho do seu projeto. 

Assim vai poder decidir se consegue fazer tudo sozinho ou se prefere a ajuda de um profissional especializado. 

O ideal é que você faça, pelo menos, uma consulta com um designer de interiores, dessa forma, vai conseguir minimizar as chances de erros na hora de planejar a decoração. 

Além disso, os designer de interiores possuem conhecimento de mercado, assim vão poder acompanhar e orientar no processo de escolhas, encontrando os melhores preços, por exemplo. 


6. Fazer esboços dos ambientes ajuda na visualização

Talvez você pense "Poxa, mas sou um péssimo desenhista", mas calma. Atualmente existem diversos sites gratuitos nos quais você pode fazer um esboço sem muito esforço. 

O esboço é importante para te ajudar a visualizar como vai ficar o espaço, de acordo com a decoração que você pretende colocar. 

Para quem tem maiores habilidades nessa área, o SketchUp é uma boa opção de ferramenta, tanto para a elaboração da planta do ambiente que deseja decorar, quanto para a visualização de perspectivas em 3D. 

Agora, se você não faz ideia nem por onde começar, não tem problema. Sites como o da Suvinil (de tintas mesmo) são muito eficazes e vão te dar uma boa noção de como o ambiente ficará. 

No caso de contratar um profissional, tudo fica muito mais fácil. Porque ele será o responsável por desenhar todo o projeto e te apresentar. E você tem total liberdade para barrar ideias e sugerir outros conceitos. 


7. Reaproveitar para decorar a casa

Objetos de decoração não precisam ser caríssimos. Pelo contrário, provavelmente você deve ter guardado em casa alguma peça que ficou esquecida com o tempo e pode ser uma excelente oportunidade para reutilizá-la. 

Remanejar os móveis de um cômodo para outro também é uma ótima maneira de dar um visual novo para a casa, sem pesar demais no bolso. 

Use a sua criatividade para reorganizar a decoração antes mesmo de ir às compras. Dessa forma você será capaz de visualizar tudo o que já tem, o que quer ficar e, inclusive o que pode jogar fora, vender ou doar. 

Uma opção que também é importante levar em consideração são os brechós de móveis. Especialmente para quem gosta de detalhes vintage e não está querendo gastar muito com itens de colecionador. 


8. Faça você mesmo a decoração da casa

Essa também é uma maneira muito legal de economizar, além de deixar a decoração ainda mais com a sua personalidade. 

Existem milhares de tutoriais DIY (do it yourself) que podem te ajudar a criar um monte de objetos de decoração, desde quadros e abajures até almofadas e macramês, etc. 

Quem sabe começando você não adquire o gosto pelo DIY e acaba ganhando um novo hobby?


9. Defina o orçamento

Decorar a casa parece simples, né? E na verdade é menos complicado do que pareceu até agora. Tudo o que você realmente precisa é de um pouquinho de tempo e dedicação. Lembrando que com a ajuda de um profissional, tudo fica muito mais simples. 

Depois de seguir todos os passos acima ou, pelo menos, considerá-los, chegou a hora de fazer o orçamento. 

Se você for decorar sozinho, a dica é passear bastante por lojas especializadas em decoração e interiores, tanto físicas quanto na internet. 

Se você decidir contratar um designer de interiores, ele ficará responsável por elaborar o orçamento para você. Inclusive, pode até conseguir alguns descontos, caso tenha contatos com lojas e parcerias. 


10. Quanto tempo leva?

Por último, mas não menos importante, o tempo é um fator que deve ser avaliado. 

A partir do tamanho do projeto para decorar a casa, avalie quanto tempo vai levar para executá-la. 

Essa é uma estimativa necessária porque você vai ter uma ideia ou do tempo que vai precisar despendiar caso seja você mesmo quem faça, ou para calcular o valor da mão de obra de quem irá fazer, por exemplo. 


Aproveite essas dicas para já iniciar o seu planejamento e comece a decorar a sua casa o quanto antes!


POR FGR - julho 2022

leia mais em nosso blog

Leia mais